O chef Alain Passard
O chef Alain Passard

Festival Gourmet Internacional

Em 2012 os grandes chefs aterram no Algarve; com passagem por Lisboa

Vai ser, mais uma vez, uma impressionante concentração de estrelas Michelin no Algarve. Entre 13 e 23 de Janeiro de 2012, vários chefs de cozinha internacionais – alguns dos quais exibindo três estrelas Michelin – estarão a cozinhar no Hotel Vila Joya, na Praia da Galé, Albufeira, no Festival Gourmet Internacional 2012. E – naquela que é a grande novidade desta sexta edição do único festival de gastronomia de nível internacional que se realiza em Portugal – os chefs passarão também, logo no primeiro dia, por Lisboa (os pormenores ainda não foram divulgados).

O chef do Vila Joya, Dieter Koschina, receberá na sua cozinha estrelas como o francês Alain Passard (no dia 18), que conquistou para o seu restaurante L’Apèrge, em Paris, três estrelas do mais famoso guia do mundo. Passard – cuja cozinha se caracteriza por não utilizar carne vermelha – tornou-se o mais jovem chef a obter duas estrelas Michelin, o que aconteceu quando tinha apenas 26 anos, vindo mais tarde a ganhar a terceira.

Mas há muito mais. Outros convidados “três estrelas” são o alemão Joachim Wissler, do Vendôme (dia 16), Normand Laprise, do Restaurante Toqué!, no Canadá (dia 21), e Laurent Gras, um chef de origem francesa que está à frente do restaurante norte-americano L20 (dia 20).

Virão também a Portugal o italiano Massimo Bottura, da Osteria Francescana, e outro chef americano, Shaun Hergatt, do SHO de Nova Iorque. E haverá ainda uma presença da nova gastronomia nórdica, com Hans Välimäki, do finlandês Chez Dominique, e com o sueco Magnus Nillson, apresentado como uma estrela em ascensão no seu país. Na noite de abertura (a 13), a cozinha estará a cargo dos chefs portugueses que conquistaram estrelas Michelin.

O festival organizado pelo Vila Joya – e patrocinado por marcas como a Nespresso, Vista Alegre, BMW, MUMM Champanhe e Hugo Boss – realiza-se há seis anos e é uma homenagem a Claudia Jung, fundadora do Vila Joya, que morreu há 13 anos, sendo o projecto dirigido actualmente pela filha, Joy Jung. O festival, que até aqui se chamava Tributo a Claudia, passa agora a chamar-se Festival Gourmet Internacional – Tributo a Claudia.

Em seis anos, o que foi planeado inicialmente como um evento único, tem vindo a crescer. Nesta edição, o festival dá um novo salto, explicou o organizador, Gebhard Schachermayer, na conferência de imprensa de apresentação, no Cantinho do Avillez, o novo restaurante de José Avillez (que será um dos chefs portugueses a participar em Janeiro), no Chiado.

E como os organizadores o vêem como uma oportunidade para mostrar Portugal, divulgando não só locais como a gastronomia e os principais chefs portugueses, quiseram convidar também várias figuras conhecidas para além dos próprios chefs. Duas delas – os actores Michael Imperioli, da série Sopranos, e Diane Neal, da Lei e Ordem, – estiveram na conferência de imprensa, onde disseram o quanto gostam de Portugal e como gostariam que mais americanos conhecessem o país. “Quando se é americano nunca se pensa em Portugal como destino”, confessou a actriz.

Outra novidade desta edição do festival é que será possível para quatro pessoas por noite jantar numa mesa instalada na cozinha – poderão assim assistir de perto ao trabalho dos chefs. Cada jantar custa 350 euros, com tudo incluído, mas há, com preços diferentes, pacotes que incluem estadia, ou passes para um dia, ou para um fim-de-semana. As informações estão no site www.internationalgourmetfestival.com