Tendências

Tendência Outono/Inverno 2012

Picos e tachas para os uniformes urbanos

  • foto
    Desfile Balmain
  • foto
    Anel Maria Francesca Pepe
  • foto
    Desfile Frankie Morello
  • foto
    Mocassins Christian Louboutin
  • foto
    Desfile Frankie Morello
  • foto
    Casaco de cabedal Bebe
  • foto
    Desfile Frankie Morello
  • foto
    Botins Chloé
  • foto
    Desfile DSquared2
  • foto
    Colete Ksubi
  • foto
    Desfile Burberry Prorsum
  • foto
    Casaco Diane von Furstenberg
  • foto
    Desfile Thom Browne
  • foto
    Casaco Undercover
  • foto
    Desfile Frankie Morello
  • foto
    Calções vintage, anos 1980
  • foto
    Desfile Falguni & Shane Peacock
  • foto
    Vestido Topshop
  • foto
    Desfile Diesel Black Gold
  • foto
    Mala Miu Miu
  • foto
    Desfile Versace
  • foto
    Calças Coco's Fortune, Topshop
  • foto
    Desfile Givenchy
  • foto
    Luvas Valentino
  • foto
    Desfile Isabel Marant
  • foto
    Camisa Topshop
  • foto
    Desfile The Blonds
  • foto
    Óculos Valentino
  • foto
    Desfile Thom Browne
  • foto
    Clutches Valentino
Picos e tachas para os uniformes urbanos Por Lúcia Valdevino Directório

Símbolo de rebeldia e de pertença a uma tribo, as tachas subiram das ruas para a passerelle. De Paris a Milão, de Londres a Nova Iorque, são vários os criadores que não dispensam este carimbo de força, individualidade e confiança nas suas colecções. De looks tradicionalmente rockeiros ao preppy, clássico ou militar, esta tendência é, agora, transversal a todos os estilos urbanos.

Depois da Balmain, com os seus vestidos “bordados” a tachas, e da Burberry, que das icónicas gabardines forjou uma armadura, outros designers encontraram espaço para que tachas e picos marcassem uma assumida presença no Outono/Inverno 2012. Em looks integrais como em Frankie Morello ou Thom Browne, em que a estética punk é evidente; em Versace, com aplicações sofisticadas que criam padrões geométricos ao longo do corpo, ou ainda em Givenchy, onde estrelas descansam sobre malhas e camisas, esta estação poliu os metais e tornou-os mais elegantes.

"Toughen up!", ouviríamos na Londres dos anos de 1980, cidade precursora da tendência que se tornou no símbolo de uma geração. A estética que Vivienne Westwood popularizou como o espírito punk londrino foi fruto da rebeldia contra o sistema, sendo a música e a moda os seus melhores veículos de expressão. Bandas como os Sex Pistols ou os The Clash, vestidos por Westwood, tornaram-se ícones que perduram até hoje pelas peças de cabedal de acabamento cru, com rasgões e cortes de navalha, aplicações de fechos, correntes, alfinetes de dama e gargantilhas com tachas e espigões.

Hoje, o discurso subversivo do movimento punk foi apropriado por todas as classes e grupos sociais. De todos os tamanhos, redondas, quadradas, bicudas, douradas, prateadas ou coloridas, as tachas continuam a ser aplicadas em roupa e cada vez mais sobre todo o tipo de acessórios e tecidos – da ganga, às malhas e ao tartan. Quem as usa sente-se protegido como se de uma armadura dos tempos modernos se tratasse, e a tribo apenas cresceu. A statement piece: o eterno blusão de cabedal.

Outras Tendências