REUTERS/Yves Herman

Monarquia

Twitter do Príncipe (amaldiçoado) Lourenço da Bélgica deixou de existir

A conta oficial de Twitter do filho mais novo de Alberto II da Bélgica – e irmão do actual Rei Filipe – desapareceu, dias depois de uma controversa publicação.

A conta de Twitter do príncipe Lourenço da Bélgica desapareceu do ciberespaço. Quando se clica no resultado dos motores de pesquisa, é-se levado a uma página onde aparece o aviso "lamentamos, mas esta página não existe”.

Não se sabe se terá sido o próprio, alguma indicação da casa real ou um ataque de um hacker. A verdade é que aconteceu pouco tempo depois da controversa participação do filho mais velho de Alberto II da Bélgica no 90.º aniversário das Forças Armadas chinesas, na Embaixada da China em Bruxelas, sem autorização. Lourenço chegou mesmo a publicar no Twitter uma fotografia no evento, em uniforme militar.

De acordo com o Telegraph, o irmão do actual monarca da Bélgica, Filipe, já teria sido avisado que se continuasse a aparecer em eventos oficiais sem autorização, arriscava-se a ver o seu salário anual de 208 mil libras (aproximadamente 230 mil euros) reduzido – ao que parece, desta vez vai mesmo acontecer. "Foi em consulta com o Rei que o primeiro-ministro tomou a decisão de aplicar uma sanção", diz um porta-voz, citado pela mesma publicação.

Os escândalos e gaffes do príncipe ao longo dos anos já lhe mereceram o apelido Le Prince Maudit (o príncipe amaldiçoado).

Apesar de alegar que se tratava de uma resposta a um convite pessoal, a presença do Príncipe Lourenço na Embaixada da China é controversa devido à relação duvidosa da China com os direitos humanos.