Angelina Jolie é a capa de Setembro da Vanity Fair
Angelina Jolie é a capa de Setembro da Vanity Fair Instagram, @vanityfair

Celebridades

Angelina Jolie sobre os filhos: “É muito importante chorar no chuveiro e não à frente deles“

Em entrevista à Vanity Fair, a actriz revela que sofreu de paralisia facial e conta como têm sido os últimos meses, desde o divórcio com Brad Pitt.

Angelina Jolie solo – assim começa o artigo de capa da Vanity Fair de Setembro, uma grande entrevista com a actriz norte-americana. Na sua nova casa de 25 milhões de dólares, fala sobre os motivos que levaram ao divórcio com Brad  Pitt, a vida com os filhos nos últimos meses e a doença com que foi diagnosticada, Paralisia de Bell.

A actriz revela que – sem que os paparazzi notassem – sofreu no ano passado da doença que é "um resultado de danos aos nervos faciais, levando a que um lado do seu rosto se inclinasse". Eventualmente conseguiu curar a doença com a ajuda de acupunctura. "Ás vezes as mulheres nas famílias põem-se em último lugar, até que se manifesta na sua própria saúde", desabafa, acrescentando que se sente hoje com o "controlo da sua vida e saúde", colocando a família em primeiro lugar.

Jolie nega que aquilo que levou ao divórcio do casal – iniciado em Setembro de 2016 – foi o estilo de vida instável, a voar de um lado para ou outro constantemente, como algumas vozes em Hollywood têm dito. "O nosso estilo de vida não era de forma alguma negativo", garante. "Isso não era o problema. É e vai continuar a ser uma das mais maravilhosas oportunidades que pudemos dar aos nossos filhos."

Referindo o divórcio dos próprios pais, Jolie escolhe cuidadosamente as palavras quando fala sobre a sua separação, explicando que não quer que os filhos se preocupem com ela, como esta se preocupou com a mãe. "Acho que é muito importante chorar no chuveiro e não à frente deles. Eles precisam de saber que vai ficar tudo bem mesmo quando não temos a certeza que vai", conta.

Ainda assim confirma que foi no Verão de 2016 que as "coisas ficaram mal" – corrigindo-se imediatamente e dizendo "não queria usar essa palavra... as coisas ficaram difíceis". Sobre a actual relação com Brad Pitt diz que se preocupam um com o outro e estão a trabalhar "para o mesmo objectivo".

Recorde-se que em Setembro desse ano, o actor terá alegadamente agredido o filho mais velho, Maddox, a bordo de um avião particular.

Os seis filhos do casal vivem agora com a mãe, em Los Angeles, numa mansão de 25 milhões de dólares: Maddox, 15 anos, Pax Thien, 13 anos, Zahara, 12 anos, Shiloh, 11 anos e os gémeos Vivienne Marcheline e Knox Leon, 9 anos.

Jolie conta ainda que se reconciliou com o pai, o actor Jon Voight. "Ele tem sido muito bom a entender que eles [os netos] precisam do seu avô", revela.