Reuters/YVES HERMAN

Polémica

Trump "elogia" Brigitte: "Está em boa forma!"

Durante a primeira visita como Presidente dos Estados Unidos a França, Trump comentou o estado físico da primeira-dama, ao lado do seu marido e de Melania.

Donald Trump está de visita a França – a primeira desde que assumiu a presidência dos Estados Unidos –, onde vai assistir às comemorações do Dia da Bastilha, neste 14 de Julho. Pouco depois de aterrar em Paris, durante um momento oficial, decidiu comentar a aparência da primeira-dama.

"Está em tão boa forma física", lançou primeiro a Brigitte Macron, depois de a olhar de alto a baixo, virando-se de seguida para o próprio Macron para repetir aquilo que terá considerado ser um elogio: "Ela está em tão boa forma física!". Olhando novamente para Brigitte Macron acrescentou ainda um adjectivo, "linda!".

O episódio caricato que aconteceu no Hôtel National des Invalides – onde está sepultado Napoleão – rapidamente espalhou-se pela Internet e pelos meios de comunicação. Comentar a aparência física de mulheres publicamente é, aliás, um hábito pelo qual o Presidente dos Estados Unidos já é conhecido.

O estilo de Brigitte Macron, dois meses depois

Há cerca de duas semanas protagonizou outro momento "bizarro", quando, durante um telefonema diplomático ao primeiro-ministro irlandês Leo Varadkar, chamou uma das jornalistas presentes e disse ao seu homónimo "ela tem um sorriso bonito. Aposto que ela o trata bem". O episódio aconteceu na mesma semana em que Trump decidiu atacar a jornalista Mika Brzezinski no Twitter. Não gostou da critica que esta lhe fez durante o programa Morning Joe e, por isso, chamou-lhe "doida" e disse que quando apareceu no seu resort Mar-a-Lago "estava a deitar sangue do rosto por causa de uma plástica".

Por sua vez, os encontros e cumprimentos entre os chefes de Estado dos Estados Unidos e França também têm dado que falar. Sobre o último passou-bem entre os dois, Macron – que apertou firmemente a mão de Trump, sem largar – chegou mesmo a comentar publicamente que “não foi inocente”.