O actor à saída do tribunal, em Manhattan, em Janeiro
O actor à saída do tribunal, em Manhattan, em Janeiro Reuters/Brendan McDermid

Prisão

Shia LaBeouf foi detido pela quinta vez e a polícia divulgou o vídeo

Actor estava num hotel em Savannah, onde está a filmar, pediu um cigarro e terá sido agressivo, dizem as autoridades.

O vídeo com a última detenção de Shia LaBeouf, no passado fim-de-semana, foi divulgado pela polícia de Savannah, na Geórgia, nesta terça-feira. O actor de Transformers foi acusado de desordem, conduta irresponsável, de estar embriagado em público e de obstrução à justiça.

O filme mostra o actor, de 31 anos, a ser detido e a pedir justificações sobre o porquê da sua detenção e de estar a ser algemado se só pediu um cigarro a um agente da autoridade. Sem grandes respostas, LaBeouf passa para a agressividade verbal.

As imagens divulgadas pelo Departamento de Polícia Metropolitana de Savannah Chatham mostram o diálogo de LaBeouf com os agentes. "Eu tenho direitos, sou americano, você prende-me no meu hotel, por fazer o quê?"

Segundo a polícia, o actor pediu um cigarro e quando não lho deram, tornou-se agressivo e usou "palavrões e linguagem vulgar diante de mulheres e crianças", diz a Reuters.

Quando um agente pediu ao actor para abandonar o local, este tornou-se agressivo e acabou por ser algemado no lobby do hotel. Ao entrar no carro, LaBeouf dirige-se a um dos polícias que será afro-americano e diz-lhe: "Tens um Presidente que não quer saber de ti, estás preso numa força policial que não quer saber de ti. Queres prender brancos que se importam, que pedem cigarros? Vim ter contigo a tentar ser simpático, seu estúpido de um raio. Vim pedir-te um cigarro, seu idiota de merda. Por que é que te ia pedir um cigarro se fosse racista? És um estúpido de merda!”, continua.

Já dentro do carro, o actor lembra que tem advogados milionários. LaBeouf acabou por ser libertado, pagando uma fiança de pouco mais de seis mil euros.

O actor encontrava-se em Savannah para participar num filme independente, The Peanut Butter Falcon, avança a Variety.

Recorde-se que esta não é a primeira vez que tem problemas com as autoridades. Na verdade é a quinta. Em Janeiro, LaBeouf foi preso depois de uma briga fora de um museu em Nova Iorque onde ele estava entoando "Ele não nos vai dividir", durante um protesto contra Donald Trump.