Enric Vives-Rubio

Salvador Sobral pede desculpa por piada no “Juntos por Todos”

O cantor escreveu no Facebook que sempre falou “duas vezes antes de pensar”. “Esta minha característica tem a sua parte boa e também a parte má”, admite.

O momento era de solidariedade para com as vítimas dos incêndios de Pedrógão Grande, dezenas de cantores subiram ao palco do Meo Arena e Salvador Sobral foi o último. Durante a sua actuação, lançou uma piada, as redes sociais rasgaram as vestes e o vencedor da Eurovisão teve de vir pedir desculpa.

Na noite de terça-feira, Sobral disse, antes de começar a cantar o tema por que se tornou conhecido: “Eu sinto que posso fazer qualquer coisa que vocês aplaudem. Vou mandar um peido para ver o que é que acontece.”

Nesta quarta-feira, o cantor pediu desculpa na página de Facebook, onde foi criticado por vários utilizadores, que o acusaram de faltar ao respeito ao público, sobretudo num evento solidário de homenagem às vítimas dos incêndios. "Ontem, infelizmente, reconheço que fui bastante inoportuno", escreveu o músico.

"Espero que esta triste intervenção não nos faça esquecer o passo que demos juntos, desde os músicos até vocês que contribuíram para ajudar aqueles que estão em sofrimento neste momento, que são o mais importante no meio de tudo isto. Peço desculpa se ofendi alguém, sinceramente. Não era a minha intenção, nunca foi", acrescenta Salvador.

Entre as reacções, está a de Carlos Mendes que, no seguimento da polémica, dedicou um poema a Salvador Sobral. "O peido do Sobral / foi magistral / Mesmo estando presente / O Sr. Presidente / Não evitou / Que toda a gente / Gritasse / "Viva o peido do Sobral" / A um peido embora fraco / Mas magistral / Único / Como o Sobral", escreveu o músico, que ganhou por duas vezes o Festival da Canção da RTP.