DR

Promoção

Dolce & Gabbana autopromove-se porque apoia Melania Trump

Marcar italiana criou t-shirt que apela ao boicote e vende-a com um falso protesto.

A Dolce & Gabbana tem vestido a primeira-dama norte-americana e, por isso, os apelos ao boicote por parte de quem não simpatiza com as políticas de Trump têm sido muitos. Por consequência, a marca italiana decidiu tirar benefício dos mesmos protestos e criar uma t-shirt em que apela ao boicote e, para a promover, fez um vídeo onde os modelos envergam a peça e manifestam-se gritando "boicote".

A t-shirt branca custa 218 euros e diz "#Boycott Dolce & Gabbana" em letras pretas com um enorme coração vermelho. Quanto ao "protesto", este foi feito com jovens modelos que gritam "boicote" enquanto caem papelinhos sobre eles e a polícia os observa. Pelo meio, os criadores italianos são entrevistados.

Melania Trump tem usado com frequência peças dos criadores italianos e estes têm agradecido a escolha. Recentemente, quando da sua mudança de Nova Iorque para Washington D.C., onde vai, finalmente, ocupar o seu lugar na Casa Branca, o designer Stefano Gabanna publicou uma fotografia na sua conta de Instagram com um agradecimento à primeira-dama.

 

@flotus ???????????? #DGWoman ?????? THANK YOU ????????

A post shared by stefanogabbana (@stefanogabbana) on

Recorde-se que para a cimeira do G7, em Maio, em Itália, a primeira-dama de origem eslovena usou um casaco que foi muito criticado por custar mais do que o rendimento médio anual de um norte-americano, 51.500 dólares (cerca de 46 mil euros).

No Instagram de Stefano Gabanna é possível ver várias clientes com as suas criações vestidas, entre elas, a filha do Presidente angolano, Isabel dos Santos, em Cannes. Nos seus comentários, o designer não destoa e revela-se sempre muito agradecido.

 

@isabel_santos_angola ????? #DGWoman ??? #CANNES #DGFamily ?????? Dolce & Gabbana Alta Moda

A post shared by stefanogabbana (@stefanogabbana) on