Reuters/HANDOUT

Solidariedade

Ariana Grande é cidadã honorária de Manchester

Cidade que sofreu atentado terrorista homenageia cantora norte-americana.

Ariana Grande vai ser homenageada e tornar-se cidadã honorária de Manchester. A cantora norte-americana de 23 anos merece este título porque regressou à cidade britânica – depois do atentado terrorista perpetrado no final do seu concerto e do qual resultou a morte de 22 pessoas, a maioria crianças e adolescentes –, para um concerto de solidariedade.

A autarquia de Mancester criou esta homenagem que será feita pela primeira vez, diz o jornal espanhol El País. E a decisão foi tomada por unanimidade. "Todos temos motivos para estarmos incrivelmente orgulhosos de Manchester que respondeu de maneira forte e compassiva, com amor e coragem, em vez de ódio e medo, aos terríveis acontecimentos de 22 de Maio. Ariana Grande exemplifica esta resposta", declarou o líder do conselho municipal Sir Richard Leese, citado pelo mesmo jornal.

Recorde-se que a cantora regressou a Manchester, no passado dia 4, para um concerto solidário, para o qual convidou outros artistas como Katy Perry, Miley Cyrus, Robbie Williams, Liam Gallagher, os Coldplay, os Black Eyed Peas, entre outros, onde foram angariados mais de três milhões e meio de euros para as vítimas do ataque. 

Ariana Grande emocionou-se ao cantar "Somewhere Over the Rainbow"