Ben Johnson ganhou a medalha de ouro nos 100m em Seul
Ben Johnson ganhou a medalha de ouro nos 100m em Seul Reuters/Gary Hershorn

Publicidade

Campanha com Ben Johnson polémica na Austrália

O velocista canadiano ganhou ouro para o perder 48 horas depois.

Uma campanha publicitária de uma casa de apostas australiana que tem como figura principal o antigo velocista Ben Johnson está a causar polémica e já levou o Governo da Austrália a lembrar o passado de doping do canadiano.

Num vídeo de um minuto e meio, Ben Johnson, que perdeu a medalha de ouro nos 100 metros dos Jogos Olímpicos Seul, em 1988, 48 horas depois de a ter conquistado, por ter acusado consumo de esteróides, aparece no seu escritório, rodeado de troféus.

Os autores da publicidade, da empresa australiana Sportsbet, recorrem ao humor e colocam no vídeo a frase "durante 48 horas", o período durante o qual o canadiano foi campeão olímpico.

"Quando se trata de melhorar o desempenho, Ben sabe do que está a falar e é por isso que ele apoia a nova aplicação da Sportsbet para Android", refere a publicidade.

O ministro australiano do Desporto, Greg Hunt, já considerou que este tipo de publicidade passa a mensagem de que "a batota é algo de bom". "É um insulto aos atletas limpos e, francamente, acho que eles deviam suspender esta publicidade", disse Hunt, em declarações à estação de rádio 2GB.

A Agência Australiana de Luta Antidopagem (ASADA) já apresentou uma queixa contra a Sportsbet.