Ambiente

Benetton lança t-shirts tingidas com pigmentos de origem mineral

A marca italiana descobriu um modo natural de tingir as fibras, reduzindo o impacto ambiental.

As t-shirts podem ser coloridas com pigmentos de origem mineral. Pelo menos era assim que os antigos gregos o faziam e, agora, a United Colors of Benetton decidiu também fazer, num claro piscar de olhos à redução do impacto ambiental. 

A marca italiana lembra, em comunicado que na Grécia Antiga as roupas eram tingidas com tintas resultantes de pedras e raízes. Agora, depois de inúmeras experiências, a Benetton descobriu "um modo natural de tingir fibras, usando fornos ou moinhos para a produção de pós a partir de minerais".

Primeiro é preciso fazer a extração de minerais, pedras e aglomerados que, após passarem por vários processos, se transformam em pigmentos com características terrosas e finas. De seguida, as peças tingidas com minerais retirados de grutas em Itália, França e Chipre "respeitam os parâmetros de segurança", garante a Benetton em comunicado. 

Diz ainda a marca que, com esta mudança se pretende reduzir o impacto ambiental, salvaguardando os recursos do planeta, e reduzindo para zero do aporte químico no processo de manufactura.

Assim, a Benetton propõe uma paleta de 12 cores, de origem natural e que vão das minerais mais brilhantes aos pigmentos mais quentes passando pelos pastéis de tons terra. Em resumo, as cores da natureza. Além dos tops e t-shirts para senhora, a técnica também foi aplicada em polos e calças para homem.