Publico/Arquivo

Carnaval

Máscaras para usar no Carnaval (e não só)

Se está a pensar num Carnaval em casa, vale a pena olhar para as máscaras que pode usar no conforto do seu lar.

Por esta altura do ano há várias máscaras por onde escolher – das tradicionais venezianas aos disfarces inspirados nos mais recentes filmes. Depois, há as máscaras de beleza para o rosto, para usar em casa, que também podem ter mil e um formatos.

“As máscaras têm sempre três ou quatro objectivos: tratar uma pele com acne, fazer hidratação, esfoliação e bio estimulação, ou seja, estimular a produção de pele nova”, diz Isabel Hermenegildo, médica de clínica geral e especializada em medicina estética.

Uma máscara não é por si só um tratamento, explica ainda, mas antes “um complemento” ao regime de beleza. Mais do que os ingredientes em si, aquilo que marca a diferença em relação a outros produtos é a actuação prolongada: “permitem que a pessoa esteja parada, geralmente deitada a fazer repouso, para melhorar a penetração” do produto na pele, explica.

Com tantos formatos diferentes disponíveis no mercado, torna-se complicado perceber qual o mais indicado para cada tipo de pele ou necessidade específica. Estes são os principais tipos de máscara que pode encontrar à venda.

Máscaras de Argila

Feitas à base de substâncias naturais argilosas anti-oxidantes, estas máscaras secam durante a sua aplicação, retirando o excesso de óleo da pele e fechando os poros. Funcionam também como anti-bacteriano e são mais indicadas, portanto, para peles “oleosas e com acne”, aponta Isabel Hermenegildo. 

Sugestão: Máscara Purificante Argilas Puras da L'Oréal (9,99 euros)

Máscaras naturais

É das categorias de máscaras mais variada. Os benefícios para a pele dependem dos ingredientes naturais que forem utilizados. A papaia, por exemplo – rica em enzimas – é indicada para o alívio da pele irritada e serve também como agente hidratante. Pode encontrar diferentes tipos de máscaras naturais à venda nas superfícies comerciais ou fazê-las com os recursos que tiver disponíveis. O abacate, o mel e a aveia são alguns dos ingredientes mais usados.

Sugestão: Máscara Greenland Papaia-limão (4,25 euros)

Máscaras peel-off:

As máscaras que se arrancam da pele no final da utilização podem ser feitas a partir de diferentes substâncias, desde cera a gel. Têm como principal finalidade a limpeza, já que “ao serem removidas removem a camada superficial da pele”, explica Isabel Hermenegildo. Ou seja, servem para eliminar as células mortas e outras impurezas. Podem ainda ser úteis para a regularização do tom de pele. As máscaras de carvão têm ganho popularidade nos últimos tempos. Funcionam basicamente "um íman de toxinas", ilustra Elena Arboleda, directora do salão de beleza Mario Badescu, ao New York Times.

Sugestão: Máscara de carvão dos Himalaias Body Shop (20 euros)

Sheet Masks

 

I woke up like this!

Uma publicação partilhada por @adele a

Há muitos anos que são populares na Coreia do Sul – onde os regimes de beleza são conhecidos pela sua complexidade – e nos últimos meses ganharam popularidade noutros países. Normalmente feitas de um tecido ensopado num sérum rico em substâncias como vitaminas, aminoácidos e minerais, estas sheet masks devem ser usadas enquanto a pessoa está deitada, pois funcionam com a força da gravidade. “A máscara forma uma espécie de barreira que prende os ingredientes dentro e previne que evaporem”, explica Charlotte Cho, co-fundadora do site de beleza coreano Soko Glam. Convém não exceder o tempo indicado no rótulo, que normalmente ronda os 20 minutos, pois a certa altura a máscara começa a secar e a retirar humidade da pele.

Sugestão: Givenchy Hydra Sparkling Sheet Mask, com 14 unidades (62,20 euros)