Tiffany com o pai no dia da tomada de poss
Tiffany com o pai no dia da tomada de poss LUSA/JIM BOURG / POOL

Semana da Moda em Nova Iorque

Ninguém queria sentar-se ao lado de Tiffany Trump...

... até que Whoopi Goldberg o fez porque desaprova o bullying feito aos filhos do Presidente.

Tiffany Trump, filha do Presidente norte-americano, foi à Semana da Moda de Nova Iorque, mais concretamente ao desfile de Philipp Plein e ninguém quis sentar-se ao pé dela.

A actriz Whoopi Goldberg presenciou a cena e decidiu sentar-se ao lado de Tiffany numa atitude de solidariedade. Também ela já foi tratada assim, confessou à filha do meio de Trump, a única do casamento com a actriz Marla Maples. 

Durante o programa televisivo The View, a actriz contou o que se passou na quarta-feira e denunciou o que várias editoras de moda, nomeadamente a da Elle, fizeram: trocaram de lugares para não se sentarem ao lado de Tiffany. "É suposto a Elle ser uma revista de mulheres", criticou a actriz, lamentando a ideia de que "se é [da família] Trump, pode ser vítima de bullying".

Durante o programa, a actriz de 61 anos mostrou ainda os tweets que foram publicados por uma jornalista que já trabalhou no Wall Street Journal revelando que ninguém se queria sentar ao lado de Tiffany e mostrando os lugares vazios.

Christina Binkley foi questionada por quem a segue no Twitter: porque não se foi sentar ao lado de Tiffany? Porque tinha um lugar marcado na segunda fila, onde permaneceu. Portanto, não considera que isso seja bullying, responde a jornalista.

Mas Goldberg sentou-se e defendeu que devem separar-se as águas, uma coisa é ser contra as políticas levadas a cabo por Donald Trump, outra coisa é agredir os seus filhos por causa disso. E acrescenta que não se sentar ao lado de Tiffany num desfile de moda não é o mesmo que não comprar as roupas da marca de Ivanka Trump, porque neste último caso estamos a falar de um negócio, no qual há lucro – não comprar é uma declaração política, não querer sentar-se ao lado de uma Trump é bullying. "É uma miúda que está a ver moda", argumenta a actriz que considera que a moda "não é política". No entanto, muitos foram os designers que discordam de Goldberg e aproveitaram o palco para fazer política.

No final do dia, Tiffany agradeceu a Whoopi o seu gesto.