Reuters/SUZANNE PLUNKETT

Marca

Mulher de David Cameron lança marca de roupa

A nova linha de peças sofisticadas de Samantha Cameron chama-se Cenfinn.

A ligação entre a política e a moda tem dado que falar nas últimas semanas. Se por um lado há celebridades a lançar mensagens políticas nas roupas que vestem em eventos, por outro há figuras do mundo da política a lançar (ou a perder aos poucos) marcas de roupa. Samantha Cameron, a mulher do ex-primeiro-ministro do Reino Unido, acaba de anunciar a Cenfinn.

A colecção de Primavera/ Verão de 2017 marca o ponto de partida para a nova marca, com preços a partir dos 130 euros, e que inclui vestidos, tops, calças, saias e casacos elegantes e simples, com cores sóbrias. A linha foi criada para “uma mulher moderna e prática, cujo gosto pela moda não lhe retira dignidade nem inteligência” explica Cameron, citada pelo The Sun.

O estilo simples e elegante da marca reflecte o da própria Samantha Cameron, que durante o mandato do marido ganhou notoriedade pela forma como se vestia. Logo após a saída de David Cameron, foram vários os meios de comunicação que se debruçaram sobre este tema, escreve o The Guardian, dedicando elogiosos artigos a Samantha Cameron e nomeando-a como a "embaixadora de estilo do Reino Unido". “Está sempre elegante e bem-apresentada, com peças criadas pelos maiores talentos britânicos, como Preen, Peter Pilotto, Emilia Wickstead, Jonathan Saunders, Osman, Erdem e Roksanda”, escreveu o Telegraph.

Sabe-se agora que a Cenfinn já há muito que vinha a ser pensada. Segundo relata uma jornalista da Vogue, quando alguém visitava o número 10 de Downing Street (a residência oficial do primeiro-ministro) durante o mandato de Cameron, era comum que lhe fosse pedido para experimentar uma peça de roupa. “Lembro-me de, há cerca de três anos, experimentar um vestido de tweed azul numa dessas visitas”, lembra a repórter, que jurou na altura manter o plano de Samantha Cameron no segredo dos deuses.

O nome Cenfinn é baseado nas iniciais dos filhos do casal: Nancy, Elwen, Florence and Ivan – o último morreu em 2009. Desde o lançamento, já vários modelos e tamanhos esgotaram no site da marca. As peças estão à venda ainda na Net-a-Porter.