Reuters/CARLO ALLEGRI

Media

Melania Trump será, provavelmente, capa da Vogue

Anna Wintour indicou que a tradição de ter na capa a primeira-dama dos Estados Unidos é para continuar.

É uma tradição da Vogue norte-americana: fazer capa com a primeira-dama dos EUA. Aliás, nos últimos oito anos fê-lo três vezes com Michelle Obama. Por isso, mesmo com a falta de popularidade de Donald Trump, a sua mulher Melania será, muito provavelmente, capa da revista.

Atendendo à falta popularidade que Trump tem tido junto das camadas mais liberais – recorde-se que ainda esta semana os armazéns Nordstrom e outros deixaram de vender a marca de roupa de Ivanka Trump, devido à quebra nas vendas –, e ao facto de que a Vogue apoiou oficialmente Hillary Clinton durante a campanha presidencial, não seria assim tão surpreendente que esta tradição tivesse um interregno. Mas Anna Wintour assegurou, numa entrevista ao Wall Street Journal, que muito provavelmente tudo continuará como sempre foi.

“Temos uma tradição de retratar sempre, seja quem for, a primeira-dama na Vogue e eu não consigo imaginar que seja diferente desta vez”, disse a directora da revista de moda, nessaa entrevista, citada pelo Huffington Post.

Melania Trump já apareceu aliás capa da Vogue em Fevereiro de 2005, com o seu extravagante vestido de casamento Christian Dior. Mais recentemente, a primeira-dama foi capa da edição mexicana da revista Vanity Fair, sentada numa mesa com um prato de diamantes – algo que, devido à polémica promessa de Trump de construir um muro entre os Estados Unidos e o México, deixou muitas pessoas intrigadas.