Tendência

O que acontece quando a maquilhagem vai ao ginásio?

A tendência de "athleisure" já chegou à indústria dos cosméticos. Várias empresas lançam produtos de beleza para um estilo de vida activa.

Maquilhagem e ginásio parecem não combinar. No entanto, são já várias as marcas da indústria de cosméticos que começaram a olhar para este problema com atenção e a oferecer produtos de beleza alternativos, a pensar num estilo de vida mais activo. 

No final de 2016 a marca de maquilhagem Tarte lançou uma colecção à qual decidiu dar o nome athleisure, uma junção das palavras atheletic e leisure (em português, atlético e lazer). A palavra não é nova (até já entrou no Merriam-Webster), mas normalmente está associada ao estilo de roupa confortável e atlética – leggings de yoga, camisolas largas com capuz e tops curtos, por exemplo – que serve tanto para o ginásio como para o dia-a-dia.

A Zara é apenas uma das grandes marcas de vestuário que decidiu, também no ano passado, acrescentar às suas colecções roupa de fitness. O ginásio saiu à rua e a rua entrou no ginásio e o que é certo é que a tendência do athleisure atingiu já um patamar mainstream, provando que é mais do que uma simples moda passageira.

Num estudo publicado em Outubro de 2015, a Morgan Stanley registou um crescimento de 42% na venda de roupa e calçado atlético durante os sete anos anteriores, gerando 270 mil milhões de dólares a nível mundial. Estima ainda que as vendas alcancem os 83 mil milhões de euros até 2020. Segundo a NPD, citada pela Bloomberg, enquanto a indústria da roupa tem tido um aumento ano após ano de 2%, a venda de roupa desportiva nos Estados Unidos registou em 2015 um aumento de 16% em relação ao ano anterior.

A indústria dos cosméticos tem estado atenta à tendência: já são várias as marcas a comercializar produtos de beleza e maquilhagem direccionados para um público mais activo. Em 2015, cinco atletas profissionais juntaram-se para criar a Sweat, uma marca de produtos testados para a prática de actividade de alta intensidade, que inclui uma base mineral sem óleos, fragrância, talco, corantes artificiais ou parabenos. “Sabemos que as mulheres estão a escolher usar maquilhagem durante a actividade física, mas, devido ao stress acrescido que causa na pele, é essencial que escolham maquilhagem com as suas necessidades específicas em mente”, explica a marca no site. A mensagem da empresa é clara: “Estamos empenhados em reduzir a distância entre beleza e fitness, dando prioridade à protecção da pele”.

Produtos revolucionários?

A verdade é que estes produtos de beleza ou maquilhagem não são todos revolucionários. Já há muito que existem bases minerais e rímel à prova de água (e, portanto, de suor). Aquilo que marcas como a Tarte e a Sweat estão a fazer é pegar em produtos mais indicados para a actividade física e a lançá-los com mensagens de marketing direccionadas para um público específico.

A Yuni, uma empresa fundada por um casal de praticantes de yoga, divide os seus produtos de beleza em três categorias: Modern Convenience, Everyday Pleasures e Anchoring Moments (em português, "conveniência moderna", "prazeres do dia-a-dia" e "momentos-chave"). Às toalhitas de limpeza que vendem chamam Shower Sheets. Têm ainda um gel para o corpo que não requer a passagem de água, o Kit Sweat Refresh, Go, com todos os produtos essenciais para levar para um treino, e um gel de recuperação muscular.