AFP PHOTO / Daniel LEAL-OLIVAS

Lady Gaga sofre de stress pós-traumático

Cantora norte-americana falou pela primeira vez sobre o transtorno mental.

Lady Gaga revelou que sofre de stress pós-traumático provocado por uma violação aos 19 anos. A cantora falou abertamente sobre a doença mental numa visita a uma instituição de jovens LGBT em Novembro, que foi gravada e transmitida esta segunda-feira à noite nos Estados Unidos.

“Eu não tenho os mesmos problemas que vocês mas tenho uma doença mental e luto contra esta doença todos os dias”, afirmou a cantora pop norte-americana numa visita surpresa ao Ali Forney Centre, que acolhe jovens sem-abrigo da comunidade LGBT em Nova Iorque, Estados Unidos.

Gaga, cujo verdadeiro nome é Stefani Germanotta, tinha já revelado que foi vítima de uma violação na adolescência por um homem 20 anos mais velho mas nunca tinha mencionado a doença causada pelo episódio traumático. “Estas crianças não são só sem-abrigo. Muitos deles são sobreviventes de traumas, foram rejeitados de alguma maneira. O meu próprio trauma ajudou-me a perceber melhor o transtorno dos outros”, explicou numa entrevista posterior ao programa norte-americano Today.

“A bondade que me foi manifestada, tanto por médicos como por familiares e amigos, salvou-me a vida”, afirmou, frisando a necessidade de relembrar estes jovens que não estão sozinhos e que são amados. “Estamos nisto juntos.”

Lady Gaga disse ainda tem um “mantra” para a ajudar a acalmar-se diariamente e a lembrar-se dos aspectos positivos da sua vida: “Tu és destemida, tu és corajosa.”

 

 

 

Horas depois da transmissão da entrevista, Gaga partilhou o vídeo no Twitter, admitindo que este é um dos seus “profundos segredos com o mundo”, e os seguidores responderam com as suas próprias histórias pessoais.

Recentemente, Lady Gaga, que foi uma das convidadas musicais do desfile anual da marca de lingerie norte-americana Victoria’s Secret, comentou o internamento de Kanye West. O rapper norte-americano foi hospitalizado por exaustão mas na Internet muitas teorias davam conta de um possível transtorno mental – nas redes sociais, a cantora avisou que “não é engraçado brincar com doenças mentais”. “Apesar de eu não concordar com tudo o que ele faz nos seus concertos, tenho compaixão pelo Kanye West e por todos.”