DR

menstruação

E se em vez de pensos ou tampões usar apenas umas cuecas absorventes?

Cooperativa catalã Femmefleur desenvolve projectos para melhorar o quotidiano das mulheres e está à procura de financiamento para umas cuecas que absorvem o fluxo menstrual.

Eva Polío, Cristina Torres, Laida Memba e Clara Guasch, da cooperativa Femmefleur, criaram, em colaboração com a designer espanhola Rosario Puñales, umas cuecas que absorvem o fluxo menstrual e vaginal – é uma “revolução íntima” nos produtos de higiene menstrual, que carecem de inovação. Agora, estão à procura de financiamento.

Chamam-se Cocoro e, à primeira vista, são cuecas absolutamente normais. Têm um tecido fino, lavável e reutilizável. Mas não são cuecas normais, explicam no vídeo de apresentação. Têm um tecido “especial”.

Na plataforma de crowdfunding Verkami explicam que o segredo destas cuecas assenta na combinação de três tipos de materiais: o algodão, que fica em contacto com a zona genital e é recomendado por todos os ginecologistas; um tecido técnico patenteado, que é absorvente, repele a água, é hidrofílico, anti-bacteriano e respirável; e materiais bonitos e confortáveis para o exterior.

“Cada corpo é diferente e há muitas variáveis que afectam a quantidade de fluxo vaginal e menstrual que a mulher produz. Por isto, recomendamos que experimentem as cuecas Cocoro e descubram a melhor maneira de as usar”, escrevem, aconselhando que nos dias de pouco fluxo deverá ser possível utilizar as cuecas todo o dia sem sentir necessidade de as trocar enquanto nos dias de fluxo mais intenso poderão ser complementadas com o uso de um tampão ou copo menstrual.

“Com as cuecas Cocoro é possível correr, dormir, dançar, conduzir, seduzir, mas acima de tudo sentir-se confortável e seguro”, garantem as responsáveis da cooperativa Femmefleur.

As cuecas podem ser lavadas juntamente com outras peças de roupa interior mas, para preservar o tecido absorvente, não é recomendável usar amaciador, máquina de secar ou ferro de engomar.

Há três modelos disponíveis para pré-encomenda – básico, clássico e de cintura subida – em preto, do XS ao XL, por 30 euros (valor ao qual acrescem 15 euros de portes para encomendas para fora de Espanha). O objectivo das responsáveis era alcançar 21.560 e foi já superado – a campanha de crowdfunding termina dia 23 de Dezembro e já acumula mais de 61 mil euros.