DR

Clínica

Acabar com os piolhos numa consulta

A primeira clínica em solo nacional dedicada à doença provocada pelos piolhos abriu em Algés para ”pôr fim ao maior pesadelo de pais e filhos”.

Comichão, irritação no couro cabeludo e desconforto são os três principais sintomas causados pela pediculose, a doença provocada pelos piolhos. A reprodução dos parasitas é rápida: de piolhos a lêndeas (os ovos) e a piolhos novamente.

“Há pais com filhos que sofrem há muito tempo com este problema e os métodos habituais não funcionavam”, diz Tiago Westenfeld, partner da Clínica do Piolho. Apesar de mais comum em crianças – devido ao “PH mais doce, que atrai os piolhos”, explica – a pediculose, transmitida através de contacto directo ou da partilha de escovas, pentes, chapéus, capacetes ou lenços, não afecta só os mais pequenos.

Até agora, quem sofria da praga podia utilizar champôs à venda em farmácias. Na Clínica do Piolho, há “uma solução diferente”. É utilizada uma tecnologia norte-americana, AirAllé, já testada e aprovada pelo FDA (entidade que regula os tratamentos e medicamentos) nos Estados Unidos e que na Europa recebeu a marca CE. “O dispositivo AirAllé aplica ar aquecido controlado directamente nos cabelos secos, desidratando os piolhos e os seus ovos”, explica Westenfeld ao Life&Style.

Com uma ponta de aplicação descartável, o dispositivo penetra entre as camadas de cabelo, levanta-o e o fluxo de ar é emitido na direcção dos piolhos e lêndeas, normalmente alojados perto das raízes dos cabelos e do couro cabeludo.

“Quando os piolhos estão expostos a uma quantidade certa de ar quente, na temperatura e na hora certa, são desidratados e morrem”, acrescenta. O tratamento dura 30 minutos – dependendo da densidade do cabelo pode prolongar-se até aos 45 – e apenas é necessária uma consulta. "Mas a pessoa tem uma garantia de 15 dias em que pode voltar caso sinta algum sintoma”, alerta.

Na Clínica do Piolho, que abriu em Novembro, cada tratamento tem o preço promocional de 59,90 euros durante o Natal (terminada a campanha tem o custo de 80 euros) e há também a hipótese do tratamento ao domicílio, subindo o valor para 129,90 euros (fora da campanha da quadra natalícia, tem o custo de 150 euros).