• O desfile durou aproximadamente três minutos, a duração da música de David Bowie que serviu de banda sonora.
    O desfile durou aproximadamente três minutos, a duração da música de David Bowie que serviu de banda sonora. AFP/ Antonin Thuillier
  • Fotografias de grande escala dos modelos foram carregadas dentro do Estádio Olímpico. Na imagem vêem-se os modelos David Gandy e Naomy Campbell.
    Fotografias de grande escala dos modelos foram carregadas dentro do Estádio Olímpico. Na imagem vêem-se os modelos David Gandy e Naomy Campbell. AFP/Saeed Khan
  • Da esquerda para a direita: Lily Cole, Karen Elson, Stella Tennant, Kate Moss, Lily Donaldson, Naomi Campbell, Jourdan Dunn, Georgia May Jagger e David Gandy.
    Da esquerda para a direita: Lily Cole, Karen Elson, Stella Tennant, Kate Moss, Lily Donaldson, Naomi Campbell, Jourdan Dunn, Georgia May Jagger e David Gandy. REUTERS/Luke Macgregor
  • David Gandy (à direita) foi o único modelo masculino a participar no desfile.
    David Gandy (à direita) foi o único modelo masculino a participar no desfile. REUTERS/Luke Macgregor
  • Georgia May Jagger numa das fotografias tiradas pelo fotógrafo Nick Knight para os painéis gigantes que acompanharam o desfile.
    Georgia May Jagger numa das fotografias tiradas pelo fotógrafo Nick Knight para os painéis gigantes que acompanharam o desfile. REUTERS/Sergio Moraes
  • As criações, inspiradas pelo ouro, foram apresentadas a cerca de 80.000 pessoas no Estádio Olímpico de Londres.
    As criações, inspiradas pelo ouro, foram apresentadas a cerca de 80.000 pessoas no Estádio Olímpico de Londres. REUTERS/David Gray
  • Aos 42 anos, Naomi Campbell deslumbrou num vestido de Alexander McQueen.
    Aos 42 anos, Naomi Campbell deslumbrou num vestido de Alexander McQueen. REUTERS/Sergio Moraes

Cerimónia de Encerramento dos Jogos Olímpicos 2012:

Lantejoulas e críticas azedas na despedida olímpica

Em Londres, a última noite dos Jogos Olímpicos celebrou-se com a prata da casa, mas foi o ouro a principal fonte de inspiração na hora do desfile de moda. A canção Fashion, de David Bowie, serviu de banda sonora ao desfile que contou com nove modelos britânicos a exibir a força desta indústria numa das maiores passerelles de sempre. No final, mais do que aplausos, foram as críticas que se fizeram ouvir.

Em Londres, a noite celebrou-se com a prata da casa, mas foi o ouro olímpico a principal fonte de inspiração na hora do desfile de moda. Kate Moss brilhou com lantejoulas douradas pela mão de Sarah Burton, para Alexander McQueen. A veterana Naomi Campbell também usou um vestido McQueen e provou que os 42 anos não a impedem de acompanhar o passo das colegas mais novas. Vivienne Westwood desenhou um vestido inspirado pela realeza britânica do século XVII para Lily Donaldson. Lily Cole vestiu Erdem, Georgia May Jagger desfilou vestida por Victoria Beckham e Jourdan Dunn deu corpo a um vestido branco criado por Jonathan Saunders. Já o criador de moda Christopher Kane foi representado na passerelle por Stella Tennant e a casa Burberry ficou entregue à ruiva Karen Elson. David Gandy foi o único modelo masculino a participar, ainda assim conseguiu destacar-se ao lado de algumas das mulheres mais bonitas do mundo num fato assinado por Paul Smith.

Esta não foi uma passagem de modelos normal, pelo que não tardou a que surgissem as primeiras opiniões - leia-se críticas azedas. A gerar polémica está a inclusão de Victoria Beckham na lista de criadores de moda homenageados. Ao lado de nomes como Vivienne Weswood e Alexander McQueen, a ex-Spice Girl - que lançou a sua primeira linha em 2007 - parece, aos olhos de muitos, um nome pouco significativo.

Kate Moss pode ter liderado o desfile, mas também não escapou à crítica. Nas redes sociais circularam mensagens que puseram em causa esta escolha num evento como a cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos. O estilo de vida da modelo, nomeadamente a sua relação com as drogas, não é tido como um bom exemplo daqueles que são os ideais olímpicos.