DR

TAP cria curso para jovens com medo de voar

A TAP vai realizar nova ronda de cursos destinados a quem tem fobia de voar incluindo, pela primeira vez, um curso para jovens. O programa Ganhar Asas é uma psicoterapia de três dias que promete pôr fim ao receio de viajar num avião. O preço é que pode amedrontar alguns: fica em 825 euros.

Lançado em parceria com a Unidade de Cuidados Integrados de Saúde do Grupo TAP (UCS), o programa Ganhar Asas inclui três cursos que têm como objectivo o tratamento da aerofobia. Este ano, há uma novidade: se até aqui os cursos eram só para adultos, agora haverá também um programa destinado exclusivamente a jovens com idades entre os 12 e os 16 anos. Este primeiro programa juvenil terá 12 participantes e decorrerá de 16 a 18 de Julho, com uma duração total de 24 horas.

Com o apoio de cinco profissionais especializados - dois psicólogos com formação cognitivo-comportamental, um piloto de aviação, um assistente de bordo e um engenheiro de manutenção -, a psicoterapia inclui uma visita a um avião em manutenção e a uma maquete em tamanho real, além de uma viagem de ida e volta entre Lisboa e Porto. Mas, o "ponto alto", segundo disse à Fugas Elisabete Santos, coordenadora do programa, é a experiência no simulador de voo, que dura 20 minutos.

A ideia de criar o Ganhar Asas surgiu para ajudar as pessoas a perderem o medo de voar e para que consigam desfrutar de uma viagem calma e sem os habituais desconfortos causados pelo medo. A criação de um programa para jovens, explica Elisabete Santos, vem responder a vários pedidos que surgiram nas edições anteriores do programa para adultos. 

Esta edição juvenil tem uma estrutura adaptada que difere dos programas já realizados: há mais tempo de visitas aos equipamentos e menos tempo em sala. Há ainda, ao final de cada dia, uma reunião conjunta com pais, filhos e toda a equipa técnica.

De acordo com dados da TAP acerca de edições anteriores (em geral, quase esgotadas, com uma taxa de 96% das possíveis inscrições preenchidas), duas em cada três pessoas que participaram no programa deixaram de precisar de medicamentos para diminuir a ansiedade durante os voos. Mas perder esta fobia é um processo gradual e a TAP tem isso em conta: "Mantemos o contacto com os participantes durante um ano após o programa", adinta a coordenadora.

Antes de serem seleccionados, os participantes são submetidos a uma consulta de avaliação inicial onde se verifica se estão ou não aptos às exigências do curso. A consulta custa 75€ e o programa completo orça em 750€, valor que poderá parecer bastante elevado mas que Elisabete Santos explica de uma forma simples: "Estão envolvidos recursos humanos dispendiosos, a equipa está presente durante os três dias e os equipamentos também têm custos elevados".

Para os adultos, estão ainda previstos dois programas específicos, que se realizarão em Setembro e Novembro.