Mrs. O, Ana Silva O'Reilly
Mrs. O, Ana Silva O'Reilly Flytographer

Blogue

Mrs. O, uma portuguesa entre os melhores bloggers de viagens de luxo do mundo

Ana Silva O’Reilly é consultora de marketing mas é com o seu alter-ego online, Mrs. O Around the World, que dá cartas no mundo das viagens de luxo. E com êxito internacional: foi nomeada para melhor blogger de viagens de luxo pelo 10Best.com, portal do jornal "USA Today". A votação decorre até 22 de Setembro.

Mrs. O parece não parar. Sempre "around the world". Abre-se o seu blogue e conta-nos tudo sobre um hotel de luxo total em São Francisco, EUA. Viaja-se pela página - que tem por mote "love travel, love people, love shoes" – e dá-se um salto a detalhes exclusivos de Puglia, Itália, mergulha-se em piscinas de topo pelo mundo, passa-se um fim-de-semana único em Paris, aprende-se a fazer uma tortilla com um chef de nomeada e, até, podemos partir à redescoberta de Lisboa.

Portuguesa, Ana Silva O’Reilly vive em Henley on Thames, perto de Londres, e ‘ganhou’ o Mrs. O depois de casar com um inglês – “o famosíssimo Mr. O”, conta-nos. Seja porque um hotel a convida para passar o fim-de-semana ou porque vai de férias com o marido para um sítio novo, Ana não esconde que viaja muito e que o adora fazer. Mas frisa que não é uma “viajante profissional”, não quer viajar sem o marido nem quer ir em “viagens de jornalistas”.

Ser blogger de viagens é a parte mais visível do seu trabalho mas as viagens começaram muito antes dos blogues. Licenciou-se em Gestão de Empresas, fez um MBA no Reino Unido e tirou um curso de estratégia de redes sociais nos EUA. “Sempre viajei bastante com os meus pais e obviamente isso acabou por condicionar a minha vida – tanto a nível pessoal como profissional”, diz. Até porque “a minha mãe sempre me disse ‘se sair de casa, tem que ser para um sítio melhor”, acrescenta.

Durante os últimos 13 anos, Ana Silva trabalhou com várias empresas multinacionais em Portugal, Espanha e Turquia, o que implicava várias viagens, explica. Agora tem “uma empresa de marketing estratégico e social media e vários clientes internacionais” e o blogue acaba por abrir-lhe “imensas portas” para consultoria, “completamente separado de qualquer colaboração editorial”. Mas, quando começou, foi “para dar resposta a amigos e amigos de amigos que pediam dicas e ideias de sítios a visitar em determinado país ou cidade”, conta.

Actualmente o Mrs. O Around the World, escrito em língua inglesa exclusivamente sobre sítios onde esteve pessoalmente, é considerado um blogue de viagens de luxo porque aborda vários nichos deste mercado mas Mrs. O é frontal. “O meu blogue descreve as minhas viagens, opiniões e gostos mas continuo a viajar da forma que sempre viajei. Se o blogue acabar amanhã, nada muda na minha vida”, assegura.

nomeação para melhor blogger de viagens de luxo do mundo, através do site 10Best.com é importante mas “é muito relativa”, frisa. “É super simpático e foi uma surpresa mas não sei qual é o valor real [desta nomeação], especialmente porque metade dos nomeados têm blogues pessoais, outros são quase revistas. Mas achei interessantíssimo ter sido nomeada mesmo não sendo americana. Grande parte dos meus leitores são americanos e isso certamente ajudou”, diz.

Para Ana Silva O’Reilly, o blogue só faz sentido porque sempre viajou e porque sempre que há algo que não gosta, diz. “É uma coisa que os meus leitores têm de saber – especialmente se forem gastar milhares de euros com base na minha opinião, o que acontece regularmente”, assegura.

À “nova geração de bloggers” que cria blogues de viagens para ter “viagens grátis”, Ana Silva desmistifica a profissão: “Há uma falsa expectativa de que ser blogger é uma carreira profissional extraordinária, o que não é nada verdade, e que num ano ou dois qualquer pessoa consegue. No meu caso, demorou 15 anos até chegar a esta posição. Estou satisfeitíssima com o que consegui nos últimos três anos, mas se falarmos apenas de aspectos financeiros, talvez o blogue contribua com 25-30%. Dá para comprar uns bilhetes de avião e uns pares de sapatos giros”.

O blogue tem cerca de mil visitantes diários mas, conta Ana Silva, “há dias de 10 mil ou mais”. Nas redes sociais – que considera essenciais “não só como forma de comunicação mas também como forma de descobrir novos leitores ou ser descoberta tanto por marcas ou por potenciais leitores” – o número de seguidores também é grande: no Facebook tem quase 11 mil, no Twitter mais de 15 mil.

No portal internacional 10best.com, gerido pelo grupo a que pertence o jornal norte-americano "USA Today", Mrs. O concorre com nove nomeados internacionais à distinção de melhor blogger de viagens de luxo do mundo. No portal – o mesmo em que Portugal já venceu como melhor país a viajar ou o Alentejo já foi eleito a melhor região de enoturismo a descobrir –,  esta votação para melhor blogger decorre até 22 de Setembro.