O lanche do segundo dia do programa Detox Total: sumo de abacaxi, cenoura e hortelã
O lanche do segundo dia do programa Detox Total: sumo de abacaxi, cenoura e hortelã DR

Programa Detox Total:

Cinco dias sem pão para limpar o organismo

Durante a semana passada, o lema do Life&Style foi desintoxicar, desintoxicar, desintoxicar! Durante cinco dias seguimos religiosamente o plano Detox Total, uma dieta que surge no âmbito da parceria entre os sumos Liquid e a comida biológica da Origem. Consistindo em sumos e smoothies à base de vegetais e frutas e refeições personalizadas, o tratamento tem como objectivo limpar o organismo e eliminar toxinas, permitindo uma recuperação de energia, saúde e um bem-estar físico e psicológico.

“Antes de iniciar o Detox Total, precisamos de estar mentalmente preparados”, avisou Luz Pinto Basto, directora executiva da Origem, durante o encontro no primeiro dia do programa. Não é que seja uma dieta radicalmente rigorosa, mas precisamos de disciplina e força de vontade para conseguir chegar até ao fim sem ceder a tentações. “É perfeitamente normal sentirmos alguma ansiedade durante a primeira fase do processo, porque não estamos habituados a uma alimentação tão regulada”, acrescentou.

Também é importante preparar o nosso organismo, habituando-o à ausência de certos alimentos que poderão causar alergias e problemas digestivos, como o leite e derivados, ovos, bananas, tomate e soja. Seguimos todos os "conselhos pré-detox" - sem contar com a enorme fatia de bolo de chocolate que saboreamos, como despedida, antes de nos dedicarmos a comida mais pura. Durante o detox não vamos poder ingerir leite, ovos, carnes vermelhas, alimentos com glúten (trigo, cevada e centeio), arroz branco, soja, açúcar e nada de café nem álcool. Fácil, certo?

Dia um. Recebemos o primeiro pacote de refeições, que inclui o pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar. Como é que cabe tudo num saco tão pequenino? É normal, tendo em conta que a nossa rotina para os póximos cinco dias será beber um smoothie de manhã, uma refeição sólida, mas ligeira, ao almoço (que escolhemos de um menu pré-definido), um sumo ao lanche e, para acabar o dia, uma sopa (bem pequenina) ao jantar.

Apesar de se comer pouco (ou, para ser correcto, menos do que se está habituado), o Detox Total não é uma dieta para quem quer emagrecer – a perda de peso é só uma das possíveis vantagens. Este programa pretende limpar o organismo para recuperar um equilíbrio saudável, proporcionando mais energia, melhor concentração, uma digestão mais fácil, e, pode ser também um ponto de partida para criar hábitos alimentares mais saudáveis.

O primeiro smoothie tinha uma cor verde escura e a consistência de uma sopa. Mas cheirava a banana. Faz sentido: às 11h da manhã, estávamos a beber uma mistura de alface, espinafres, banana e erva de trigo, o célebre wheatgrass, um “super-alimento” muito completo, com propriedades desintoxicantes. O sabor dominante era o da banana, nem se sentia o dos outros ingredientes. Bebemos até à última gota e ficámos completamente satisfeitos até à hora do almoço, onde comemos uma salada de atum com alface, rúcula, rabanetes e pimentos. Não a temperámos, já que entrámos nesta aventura queríamos comer tudo ao mais natural possível. Foi o suficiente para nos encher de energia para continuar o dia de trabalho.

Para o sucesso do detox, é vital ir bebendo muita água ao longo do dia, podendo optar por bebê-la com limão ou apostar nas infusões. Aliás, durante o programa, somos aconselhados a beber um litro de água por cada 14 quilos de peso corporal para ajudar a eliminar as toxinas que se vão libertando do nosso organismo. Uma massagem ou ida à sauna são outras das opções para "deitar tudo cá para fora".

A hora do jantar foi a parte mais difícil do primeiro dia. O sumo de laranja, maçã e frutos vermelhos do lanche foi uma maravilha, mas três horas depois a fome apertava e suspeitávamos que a sopinha de grão não nos iria acalmar o estômago. Comendo lentamente, gozando cada colher, chegámos ao fim da refeição sem razão de queixa. Fomos para a cama cedo, (temos que nos deitar no mínimo duas horas depois do jantar) como nos foi aconselhado. É importante dormir bem e muito. Como informa o manual que nos entregam quando nos inscrevemos para a experiência: "o nosso corpo recupera e desintoxica melhor quando está a descansar".

Durante o segundo dia sentimo-nos uma ligeira dor de cabeça, mas já sabemos que é um dos efeitos secundários (outros efeitos possíveis incluem fraqueza, náusea e alterações de humor). Apesar das dores, continuamos o nosso dia, que começa com um passeio a pé (cerca de cinco km) até à redacção. Nem sempre vamos a pé até ao trabalho, mas durante esta semana, o exercício (leve) é importante, porque ajuda a remover as toxinas, ao estimular o movimento dos intestinos.

Ao longo do resto da semana, fomo-nos habituando ao novo regime alimentar, adquirindo progressivamente uma sensação agradável de controlo sobre o nosso corpo e os seus desejos de petiscar. Cheios de motivação, seguimos o plano rigorosamente (pronto, sem contar com a cenoura crua depois do jantar que se tornou num hábito) e começámos a notar alguns dos benefícios do Detox Total. Sentíamo-nos não só fisicamente, mas também psicologicamente, mais leves: com menos ansiedade, mais calmos e com maior clareza mental.

Entre a variedade de sumos e smoothies de todas as cores e os pratos sempre apetitosos da Origem, como o Lombo de pescada com molho de ervas acompanhado de quinoa, e a Beringela recheada de legumes acompanhada com cuscuz, raramente sentimos fome. Apesar de optarmos por fazer o detox durante apenas cinco dias (o mínimo tempo recomendado), segundo Teresa Alves Barata, a coach de Saúde e Nutrição que é proprietária da Liquid, a duração ideal é três semanas. “Ao fim deste tempo, novos hábitos estarão instaurados e o nosso organismo irá pedir alimentos mais ricos em nutrientes”, explicou. 

No final do detox, ficamos de tal maneira habituados à rotina que nem sentimos uma enorme vontade de comer bolos e doces como imaginámos ao princípio. Aliás, não sabemos muito bem como voltar à nossa alimentação do costume. “Após o detox, sugiro ir inserindo aos poucos os alimentos retirados e ir analisando as reacções do nosso organismo”, afirmou Teresa. “Caso exista uma reacção, esse alimento deve continuar fora da alimentação. Quanto ao açúcar, é a altura ideal para reduzir drasticamente e ingerir apenas em ocasiões especiais.” 

Os resultados não são drasticamente óbvios, mas emagrecemos um quilo e estávamos com a barriga lisa. Durante a semana aprendemos a ouvir o nosso organismo e sentimos mais vontade de o respeitar. Se faríamos o detox total outra vez? Sim, e tirado ainda mais partido da experiência.

Restaurante Origem
Espaço Amoreiras
Rua Dom João V, 24 – 0.02
1250-091 Lisboa

Liquid (Loja Merendinha)
R. Nova do Almada, 45 A
1200-288 Lisboa

Marcações para o Detox Total: 919 777 099 e detoxtotal@gmail.com
Valor diário: €30