• 10 Guy Fieri é mais uma personalidade do que um chef. Na verdade, é "a" estrela do momento da Food Network, onde participa em cinco programas diferentes sobre culinária. Figura de culto, atrai milhares de fãs nos EUA e arrecadou seis milhões e meio de euros
    10 Guy Fieri é mais uma personalidade do que um chef. Na verdade, é "a" estrela do momento da Food Network, onde participa em cinco programas diferentes sobre culinária. Figura de culto, atrai milhares de fãs nos EUA e arrecadou seis milhões e meio de euros Reuters/Jeff Haynes
  • 9 Bobby Flay sabe dar às pessoas o que elas querem. Nos seus muitos restaurantes serve-se comida mexicana, batidos e hambúrgueres. Este ano ganhou o Emmy para Outstanding Culinary Program pelo programa Bobby Flays Barbecue Addiction. Ganhou ainda mais de sete milhõs de euros
    9 Bobby Flay sabe dar às pessoas o que elas querem. Nos seus muitos restaurantes serve-se comida mexicana, batidos e hambúrgueres. Este ano ganhou o Emmy para Outstanding Culinary Program pelo programa Bobby Flays Barbecue Addiction. Ganhou ainda mais de sete milhõs de euros Reuters/Gus Ruelas
  • 8 Nobu Matsuhisa não teria conseguido arrecadar cerca de oito milhões de euros sem a ajuda de Robert de Niro. O chef e o actor são sócios de mais de 31 restaurantes de alta cozinha espalhados pelo mundo
    8 Nobu Matsuhisa não teria conseguido arrecadar cerca de oito milhões de euros sem a ajuda de Robert de Niro. O chef e o actor são sócios de mais de 31 restaurantes de alta cozinha espalhados pelo mundo DR
  • 7 Todd English não teve um ano fácil. Vários dos seus restaurantes fecharam, mas, ainda assim, o saldo final foi positivo: quase nove milhões de euros 
    7 Todd English não teve um ano fácil. Vários dos seus restaurantes fecharam, mas, ainda assim, o saldo final foi positivo: quase nove milhões de euros  DR
  • 6 Alain Ducasse, o único francês da lista, ganhou no ano passado quase dez milhões de euros. Para além do seu célebre empreendedorismo, Ducasse foi o primeiro chef a ter restaruntes com três estrelas Michelin em três cidades diferentes
    6 Alain Ducasse, o único francês da lista, ganhou no ano passado quase dez milhões de euros. Para além do seu célebre empreendedorismo, Ducasse foi o primeiro chef a ter restaruntes com três estrelas Michelin em três cidades diferentes Reuters/Eric Gaillard
  • 5 Ainda que tenha o seu próprio programa de televisão, a maior fatia dos dez milhões e meio de euros que Mario Batali ganhou vieram dos seus vários restaurantes
    5 Ainda que tenha o seu próprio programa de televisão, a maior fatia dos dez milhões e meio de euros que Mario Batali ganhou vieram dos seus vários restaurantes Reuters/Chip East
  • 4 A chef que se tornou famosa na Oprah revelou este ano que tem diabetes, mas até com o problema de saúde conseguiu ganhar dinheiro. O saldo final de Paula Deen é de cerca de 14 milhões de euros
    4 A chef que se tornou famosa na Oprah revelou este ano que tem diabetes, mas até com o problema de saúde conseguiu ganhar dinheiro. O saldo final de Paula Deen é de cerca de 14 milhões de euros DR
  • 3 Já muita água passou debaixo da ponte desde que Wolfgang Puck se tornou conhecido pelas suas pizzas. O chef austríaco arrecadou cerca de 16 milhões de euros no ano passado 
    3 Já muita água passou debaixo da ponte desde que Wolfgang Puck se tornou conhecido pelas suas pizzas. O chef austríaco arrecadou cerca de 16 milhões de euros no ano passado  Reuters/PhilMcCarter
  • 2 Rachel Ray pode não ter um restaurante, mas ganhou 20 milhões de euros mesmo assim
    2 Rachel Ray pode não ter um restaurante, mas ganhou 20 milhões de euros mesmo assim People Magazine
  • 1 Gordon Ramsay lucrou cerca de 31 milhões de euros, passando a ser o chef mais bem pago do mundo, segundo a Forbes. A sua vida, definitivamente, não é um inferno.
    1 Gordon Ramsay lucrou cerca de 31 milhões de euros, passando a ser o chef mais bem pago do mundo, segundo a Forbes. A sua vida, definitivamente, não é um inferno. Reuters/Fred Prouser

Os dez chefs mais bem pagos segundo a revista Forbes:

O segredo está no tempo de antena

A tradição já não é o que era. A expressão que poderia ser discutível se se referisse às tendências actuais da gastronomia revela sim a forma como o estatuto de chef tem vindo a mudar nos últimos anos. O estereótipo do tipo excêntrico com pronúncia francesa e peso a mais faz cada vez menos sentido. A lista anual da revista Forbes dos chefs que mais dinheiro ganharam não deixa dúvidas: eles são estrelas de televisão.

Falar dos chefs que ganham ordenados milionários passa invariavelmente por falar da Food Network. O canal televisivo dedicado exclusivamente à gastronomia e cozinha foi criado em 1993 e mudou o ganha-pão dos chefs. Se antes os restaurantes eram a grande - e praticamente a única – fonte de rendimento dos mestres da gastronomia, os programas de televisão depressa ocuparam esse estatuto.

Na lista dos chefs que mais dinheiro ganharam este ano há inclusive um sem restaurante. Rachel Ray é uma presença habitual entre os chefs que são autênticas máquinas de fazer dinheiro – na lista da Forbes de 2011 era ela que estava em primeiro lugar. Pode não ter um restaurante, mas tem muito tempo de antena. Para além do talk show sobre cozinha e lifestyle com o seu nome, a celebridade participa ainda nos programas 30 Minute Meals, Rachael Ray's Tasty Travels e $40 a Day. É ainda a autora de vários best sellers sobre comida, detém diferentes linhas de produtos de cozinha e fundou a sua própria revista.

A maior parte dos chefs que constam na lista dos que mais dinheiro ganharam no último ano tem pelo menos um programa de televisão. Bobby Flay, um desconhecido para muitos dos telespectadores europeus, venceu este ano o Emmy para Outstanding Culinary Program com a série Bobby Flay's Barbecue Addiction. A sua receita não passa por comida gourmet, mas sim pelas especialidades mexicanas e a dupla hambúrguer e batido que tanto agrada aos norte-americanos.

Oprah Winfrey, que lançou algumas das maiores estrelas da televisão norte-americana, como Dr. Phill ou Dr. Oz, também foi responsável por trazer alguns chefs para a ribalta. Exemplo disso é Paula Deen, a chef do sul dos EUA que conquistou o rótulo de "Butter Queen" pelo abuso da manteiga em fritos e molhos, cuja conta bancária engordou substancialmente depois das várias aparições naquele que foi durante anos o talk show preferido da América. Nem o anúncio de que Paula Deen estava a debater-se com diabetes tipo 2 fez com que abrandassem as vendas dos seus muitos livros de receitas ou que os seus programas perdessem audiência.

Para Mario Batali, o que realmente teve impacto nos seus rendimentos foi a mudança do programa Iron Chef (Food Network) para o The Chew (ABC). Ainda são os seus muitos restaurantes que “trazem para casa o bacon”, mas aparições públicas e programas de televisão começam a trazer-lhe lucros substanciais. Também para Gordon Ramsay, o novo – e melhor pago - programa de televisão teve um papel preponderante no aumento dos lucros. Depois de ter sido o pesadelo de qualquer aspirante a chef em Hell’s Kitchen ou Ramsay’s Kitchen Nightmares, o chef que é mais célebre por ser bruto do que pela forma como cozinha estreia este ano na Fox o novo programa, Hotel Hell, onde ajudará proprietários de hotéis em dificuldades. Ainda assim, o chef britânico tem galardões para sustentar os seus palavrões: Gordon Ramsay é um dos quatro chefs que detêm restaurantes com três estrelas Michelin no Reino Unido. Outro a conseguir esse feito é o francês Alain Ducasse, que ganha os seus milhões pelo olho para o negócio mais do que pela televisão. Com 56 anos, encarna o charme da alta cozinha francesa que durante décadas reinou como o mais elevado padrão para um chef. O brilharete do seu vasto curriculum é ter sido o primeiro chef a deter restaurantes com três estrelas Michelin em três cidades diferentes. Para além do mais, a sua escola de cozinha em Paris está a tornar-se uma referência internacional. Ainda que no ano passado tenha sido o responsável pela boda do príncipe Alberto do Mónaco com Charlene Wittstock, o seu percurso faz-se longe dos grandes holofotes. Será uma espécie em vias de extinção?