• Hans Neuner, o chef executivo do Ocean
    Hans Neuner, o chef executivo do Ocean Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A entrada do restaurante Ocean, dentro do hotel de cinco estrela Vita Vila Parc
    A entrada do restaurante Ocean, dentro do hotel de cinco estrela Vita Vila Parc Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A decoração do restaurante é simples para que todo o enfoque recaia sobre a comida e o oceano
    A decoração do restaurante é simples para que todo o enfoque recaia sobre a comida e o oceano Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Os preparativos para a grande noite
    Os preparativos para a grande noite Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • O Ocean esteve fechado durante cerca de três meses
    O Ocean esteve fechado durante cerca de três meses Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Hans Neuner no seu pequeno jardim de ervas aromáticas, à entrada do Ocean
    Hans Neuner no seu pequeno jardim de ervas aromáticas, à entrada do Ocean Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Nélson Marreiros, o escanção do restaurante Ocean
    Nélson Marreiros, o escanção do restaurante Ocean Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Hans Neuner, o chef executivo do Ocean, ganhou a segunda estrela Michelin no final de 2011
    Hans Neuner, o chef executivo do Ocean, ganhou a segunda estrela Michelin no final de 2011 Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A sala de refeições do Ocean
    A sala de refeições do Ocean Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Tachos e panelas a todo o gás na noite de reabertura
    Tachos e panelas a todo o gás na noite de reabertura Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Empratamento da bochecha de novilho
    Empratamento da bochecha de novilho Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • O sous chef Florian escuta as instruções de Hans Neuner
    O sous chef Florian escuta as instruções de Hans Neuner Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A música é uma constante na cozinha do Ocean
    A música é uma constante na cozinha do Ocean Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • O Ocean reabriu oficialmente a 21 de Abril
    O Ocean reabriu oficialmente a 21 de Abril Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A gastronomia a aproximar-se da arte
    A gastronomia a aproximar-se da arte Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Foram feitas obras na cozinha de forma a torná-la mais funcional e prática
    Foram feitas obras na cozinha de forma a torná-la mais funcional e prática Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Uma das entradas do menu de reabertura
    Uma das entradas do menu de reabertura Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • O sous chef Florian
    O sous chef Florian Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • É espetado um alfinete no boneco de voodoo sempre que um vegetariano entra no restaurante
    É espetado um alfinete no boneco de voodoo sempre que um vegetariano entra no restaurante Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A saída dos pratos para a sala
    A saída dos pratos para a sala Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Mónica Carrasqueiro, a nova chef de sala, e Timo Herrman, o sous chef de sala, do restaurante Ocean
    Mónica Carrasqueiro, a nova chef de sala, e Timo Herrman, o sous chef de sala, do restaurante Ocean Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • Hans Neuner está sempre à procura de novas formas de apresentação dos pratos
    Hans Neuner está sempre à procura de novas formas de apresentação dos pratos Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A equipa de cozinha em coordenação com a da sala de refeições
    A equipa de cozinha em coordenação com a da sala de refeições Paulo Barata/Guerrilla Food Photography
  • A sala de refeições do Ocean na noite de reabertura
    A sala de refeições do Ocean na noite de reabertura Paulo Barata/Guerrilla Food Photography

Restaurante Ocean

"Agora toda a gente espera que a comida desça do tecto"

Em 2011, Hans Neuner pôs fim ao reinado de Dieter Koschina, durante anos o único chef com duas estrelas Michelin em Portugal. O Ocean reabre com nova cozinha, duas estrelas e expectativas até ao tecto.

O Vila Vita Parc é um mundo à parte. Com uma praia nas traseiras, campo de minigolfe, ténis, golfe, spa e oito restaurantes, tem tudo para encerrar os dias ali passados na herdade, uma constelação de edifícios — e tentações — suficientemente grande para nos perdermos mesmo lá dentro. O hotel, que fez 20 anos no final de Abril, começou a festejar em Novembro de 2011 quando o restaurante Ocean recebeu a segunda estrela Michelin, alcançando o patamar do vizinho Vila Joya, onde, desde 1992, o chef Dieter Koschina detinha duas estrelas.

Sendo os dois chefs com duas estrelas Michelin em Portugal austríacos, um apreciador de gastronomia incauto poderia pensar maravilhas da gastronomia daquele lado dos Alpes. Contudo, a cozinha do chef Hans Neuner, de 36 anos, nada tem de sauerkraut, bife tártaro e cerveja — ainda que graceje que o tio sabe cantar tirolês. Esse lado mais cultural ficou no Biergarten, um restaurante que, sendo também propriedade do Vila Vita Parc, fica fora da herdade. Uma promessa de tarde de Verão com estômago pesado (há cerveja de trigo e salsichas) e espírito cheio à beira da estrada.

Mas que não haja dúvidas: o Ocean é, em simultâneo, o laboratório e o orgulho do Vila Vita Parc.”Estou sempre à procura de novos produtos. O mais importante para mim é encontrar algo que seja português eque mais ninguém use — e isso não é assim tão fácil — ainda que alguns dos produtos que utilizamos sejam por vezes muito comuns”, explica Hans Neuner, o chef executivo do Ocean.

Logo à entrada do edifício onde fica o Ocean no Vila Vita Parc, um pequeno jardim de ervas aromáticas marca o tom do restaurante. Passando despercebido entre as plantas e arbustos que pontuam a herdade, é uma pequena amostra do intuito de ali produzir os produtos que serão confeccionados — da Herdade dos Grous, do mesmo proprietário do hotel, chegam azeites, vinhos e trufas —, mas também de um q.b. de experimentação. “Prove esta erva”, dizem ao passar-nos uma folha recém-arrancada. “É o que estão a pensar usar para substituir o açúcar”. O sabor é doce, depois de um primeiro impacto mais acre com todas as notas do inesperado.

Maioria absoluta do peixe

“O que cozinhamos é uma mistura de tudo. É verdade que estamos muito focados em marisco e outros produtos do mar, porque quando alguém se senta no nosso restaurante e olha para o exterior o que vê é o oceano. Daí que não faça muito sentido usar produtos do campo. Também os usamos, mas a maior parte — à volta de 60% — é peixe e marisco”, diz Hans Neuner.

Na noite de 21 de Abril, o Ocean reabriu depois três meses de encerramento, com casa cheia e uma carta onde o salmonete, a sardinha de Sagres e o berbigão estavam em destaque, mas em que também houve espaço para a bochecha de novilho com entrecôte herford, beterraba e chicória. Contudo, esta carta dificilmente estará disponível hoje. Se a maioria dos chefs tem um compromisso de estação com a ementa do seu restaurante, Hans Neuner tem um curto caso de duas semanas com ela. “Se voltar daqui a 15 dias, teremos algo completamente diferente. Temos uma nova carta praticamente a cada duas semanas porque há novos produtos a chegar ou porque encontramos algo de novo”, afirma.